CATEGORIAS DICAS ILUMINAÇÃO TUTORIAIS

5 TÉCNICAS PARA MELHORAR A ILUMINAÇÃO DOS SEUS VÍDEOS

12 de julho de 2019

author:

5 TÉCNICAS PARA MELHORAR A ILUMINAÇÃO DOS SEUS VÍDEOS

Fala galera, tudo bem? Nós costumamos falar bastante sobre iluminação aqui no blog. Isso porque, como você deve imaginar, este é um dos assuntos mais importantes para criar um vídeo de qualidade.

Inclusive, um de nossos últimos posts falou sobre como iluminar cenas noturnas. Já viu? Clique aqui e leia o post completo.

No OZI Tech #042 você vai descobrir 5 dicas de Maurício Fonteles para criar ambientes de iluminação interessantes para as suas próximas produções. Dá uma olhada no vídeo abaixo:

No vídeo acima, Maurício utiliza um LED Amaran 672W. Contudo, as dicas valem para qualquer tipo de iluminação que você for utilizar no seu setup. Veja abaixo um resumo das dicas de iluminação:

1. Posicionamento da iluminação

Antes de mais nada, como você pôde perceber, no começo do vídeo Maurício utilizou apenas as luzes do teto da sala. Esse tipo de iluminação pode dificultar o seu trabalho, uma vez que elas, de modo geral, criam sombras muito duras para a sua produção.

Primeiramente, Maurício aponta o LED diretamente para o rosto de Claudio Becker, o embaixador OZI que ajudou na produção deste vídeo. Dá para perceber que ela ilumina de maneira muito dura o rosto da personagem na frente da câmera. Se você movimentar o LED para a diagonal, vai notar que a sombra muda de lugar e o rosto começa a criar certas profundidades e um volume diferente.

A iluminação, neste caso, não precisa estar na mesma altura, embora precise estar um pouco mais alta. Evite usar a luz de baixo para cima ou muito alta, para não trazer as mesmas luzes marcadas que você consegue usando a luz do teto.

2. Difusão da luz

De uma maneira geral, você precisa difundir a luz para que as sombras fiquem mais suaves. Com um simples rebatimento, é possível preencher e tirar as sombras marcadas do rosto. Usando uma folha de isopor, você já consegue ver o complemento da luz principal com uma luz mais difusa.

Outro aspecto importante sobre difusão é que, quanto maior a fonte luminosa, maior a difusão. Como você viu no vídeo acima, em um dado momento, Maurício usa o rebatedor como difusor de luz, colocando ele à frente do LED. Isso transforma o tamanho da fonte de luz, tornando-a mais difusa.

Deu pra perceber também que, ao usar o difusor, a luz perde um pouco de força. Neste caso, você pode aumentar a intensidade e, ainda assim, caso a luz esteja fraca para iluminar o seu vídeo, trabalhar a abertura da sua lente.

3. Space Light

Também chamada de Luz Espacial, este tipo de iluminação permite apontar o LED para cima, de forma a usar o teto como rebatedor. Por conta da força de sua iluminação, ela ajuda a clarear o ambiente, mas também funciona como luz de preenchimento para o rosto do personagem no seu vídeo.

3.1 Luz de cenário

Uma outra técnica super interessante para iluminar seus vídeos é “esconder” algumas luzes estrategicamente no seu ambiente. Como você viu, Maurício colocou atrás do sofá um pequeno LED que criou um destque interessante para a produção.

4. IRC – Índice de Reprodução de Cor

Luzes com boa reprodução de cor são essenciais para criar uma iluminação de qualidade. Sempre que for procurar equipamentos para montar o seu setup, procure a sigla IRC, ou Índica de Reprodução de Cor, ou em inglês CRI, Color Rendering Index.

O índice de reprodução de cor ajuda nas tonalidades na hora de gravar. Como você pôde ver, os LEDs mais genéricos podem acabar gerando uma luz esverdeada, por conta de falhas em seu espectro luminoso. Ao mesmo tempo, o LED da Amaran, com 95 de IRC, oferece uma luz mais sólida e fiel.

As luzes genéricas são mais baratas e podem até oferecer uma boa potência de luz. Entretanto, elas não reproduzem tons de pele de maneira fiel, o que talvez não possa ser corrigido nem na pós-produção.

5. Luz natural

Às vezes você ainda não tem dinheiro para investir em equipamentos de iluminação. O que fazer neste caso? Como já falamos aqui no blog em outras oportunidades, a melhor coisa a fazer neste caso é usar a luz natural, a luz da janela.

Esta é uma fonte de luz extremamente difusa e que pode dar resultados impressionantes para a sua produção. A única diferença aqui é que você precisa posicionar sua câmera e seu personagem de acordo com a luz, e não o contrário.

Bom, por hoje é só. Com essas dicas de iluminação do Maurício, você poderá fazer luzes incríveis para os mais diversos tipos de vídeos. Dessa forma, você vai também entender melhor os ambientes mais propícios para suas produções e como usá-los a seu favor.

Espero que tenha gostado! Não se esqueça de acompanhar a OZI no Facebook, Instagram. Se inscreva também no canal do YouTube para receber mais conteúdos e novidades. Até a próxima!

Deixe o seu comentário