CATEGORIAS DICAS ILUMINAÇÃO PRODUÇÃO

ILUMINAÇÃO: COMO FAZER LUZ NOTURNA

3 de julho de 2019

author:

ILUMINAÇÃO: COMO FAZER LUZ NOTURNA

Fala pessoal, tudo bem por aí? Fazer iluminação para a sua produção é uma tarefa cheia de pequenos desafios. Como já falamos aqui em outras oportunidades, existem diversas formas de criar um set de luz para gravação.

Cada um tem sua especificidade. Inclusive, um dos últimos que falamos aqui foi sobre a iluminação Zenital, que permite a gravação de vídeos no estilo Tastemade, por exemplo. Um tema bastante específico e com um tipo de iluminação que requer seus cuidados.

No post de hoje, você vai entender como criar uma iluminação para cenas noturnas. Assista o vídeo abaixo no canal de Tom Amos, onde ele disseca cada parte dessa montagem:

Como criar iluminação para cenas noturnas

Primeiramente, você precisa escolher bem a sua locação. No vídeo acima, ele escolheu um espaço que simulasse uma clareira numa floresta. Obviamente isso tudo depende do efeito que você quer gerar e a história que você está querendo contar.

A Key-light, ou seja, a luz principal utilizada para esta ambientação é a lanterna que a personagem segura nas mãos. Esta luz tem uma temperatura mais amarelada, contrastando com o restante das luzes que você vai utilizar, o que gera um efeito interessante no final.

Em seguida, é utilizado um painel de LED que simula a luz da lua. Isso quer dizer que é necessário uma luz forte e que não oferece sombras suaves. Contudo, você precisa que ela ilumine toda a sua cena de maneira sutil, mostrando a personagem, a paisagem e dando uma dimensão de profundidade à cena.

Com estas duas luzes, como você pôde ver acima, já é possível criar uma cena mais obscura e dramática. Como ele buscava um resultado além dessa sensação obscura, ele posicionou mais uma luz com uma softbox com 60% de brilho, oferecendo um visual completo das folhagens, embora mantendo a escuridão da floresta.

Uma outra dica que ele dá no vídeo: em casos como este, no qual a key-light está na lanterna de mão, por exemplo, é importante configurar a exposição da sua câmera de acordo com esta luz, para depois ajustar as outras em relação à exposição inicial.

Para finalizar a parte da iluminação, Tom adicionou ainda um toque especial. Essa técnica consiste num pedaço de folhagem preso a um braço de tripé e estrategicamente posicionado na frente da câmera. Isso dá a sensação da câmera estar também “embrenhada” no meio dessa floresta, criando um efeito bem interessante.

Toque final

Para finalizar esta composição de floresta mística, ou o que Tom chama de Conto de fadas, ele resolveu ainda adicionar vaga-lumes. Estes pequenos figurantes já estavam presentes no local, mas não apareciam muito bem nas câmeras.

Dessa forma, Tom escolheu usar o preset Swarms para After Effects. Isso porque ele já tem esse efeito relativamente pronto, economizando tempo de pós-produção. Este é um pacote de $49 (cerca de R$ 200) com presets de insetos, borboletas, mosquitos e mais.

Como você pode ver no vídeo, é muito simples de usar. Basta abrir o preset e ajustar o ângulo e quantos insetos você quer na cena (Tom utilizou 50 vagalumes). O preset oferece controles também para ajustar o caminho em que eles se movimentam e quão rápido eles piscam.

Uma outra ação de Tom foi criar máscaras para que alguns vaga-lumes pudessem aparecer por trás das folhagens que estavam posicionadas na frente da câmera.

Autonomia na iluminação

Para filmar estas cenas em ambientes longe de tomadas, ou de locais para conectar seus carregadores, é importante ter baterias que supram a sua necessidade.

Neste caso, Tom mostra dois carregadores via energia solar de 400W que custam $300 (próximos de R$1200) e podem ajudar bastante nesses casos.

Interessante né? Algumas dessas dicas podem ser usadas em produções com low-light, ou seja, que necessitam desse clima mais sombrio da noite.

Espero que tenha gostado! Não se esqueça de acompanhar a OZI no Facebook, Instagram e se inscrever no canal do YouTube para receber mais conteúdos e novidades. Até a próxima!

Deixe o seu comentário