CARREIRA CATEGORIAS DICAS FOTOGRAFIA PRODUÇÃO

4 PONTOS SOBRE FOTOGRAFIA PARA VIDEOMAKERS

5 de agosto de 2019

author:

4 PONTOS SOBRE FOTOGRAFIA PARA VIDEOMAKERS

Fala galera! Hoje vamos falar sobre fotografia. Essa arte que consiste em registrar momentos e contar histórias com imagens estáticas. Além de treinar o olhar sobre o mundo ao seu redor, pode ser uma excelente forma de ajudar no seu trabalho enquanto videomaker.

É normal que se diferencie as duas coisas como áreas diferentes. Afinal de contas, a fotografia exige do profissional requisitos que talvez não exija do videomaker. Entretanto, existem diversos pontos em que os universos se encontram e podem se complementar. Se você ainda não entende qual a relação entre a fotografia e a produção de vídeo, dá uma olhada neste post que fizemos alguns meses atrás.

E fique atento nos 4 pontos que detalhamos melhor aqui abaixo:

1. O cinema é um trabalho de equipe, a fotografia não precisa ser

Fazer vídeos é basicamente um trabalho coletivo. Ainda que você esteja sozinho, você estará desempenhando o papel de diferentes profissionais em uma produção. Em trabalhos maiores, sua equipe pode incluir um diretor, diretor de fotografia, especialistas de som, entre outros. Muitas vezes, o desafio de montar essa equipe pode nos desencorajar de criar.

Por outro lado, na fotografia é apenas você. Tudo que você precisa é de uma câmera para começar a criar. Esse minimalismo pode se tornar libertador para um cineasta. Isso porque você pode começar a contar histórias sem a necessidade de um roteiro, orçamento de produção ou até mesmo uma equipe de produção.

Ao abraçar essas limitações, você pode realmente se abrir e exercitar sua criatividade – seja em documentários, na rua ou na fotografia de paisagem. Além de manter seus olhos afiados.

2. Entendendo as luzes

Em muitos casos, enquanto videomakers, temos a necessidade de criar nosso ambiente de iluminação. Se queremos que um raio de sol atravesse uma janela, escolhemos um LED potente com a temperatura ideal para fazer o serviço. Caso o vídeo peça uma luz mais suave, temos uma coleção infinita de materiais e difusores para criar da melhor maneira possível aquela iluminação.

Na fotografia esse é um trabalho inverso, muitas vezes. Basicamente consiste em esperar o momento do dia em que a luz existente fique perfeita para a sua foto. Dessa forma, a fotografia pode portanto tornar-se um estudo de iluminação e sobre como ela se move naturalmente pelos espaços durante o dia, interagindo de forma única com o ambiente.

3. Encontrar e aprimorar seu estilo

Encontrar sua voz ou seu estilo pode ser complicado enquanto videomaker, além de ser um desafio em constante evolução. Na maioria das vezes, os clientes não querem pagar para que você encontre seu estilo.

No entanto, a fotografia elimina a pressão de um estúdio ou mesmo de um contrato, permitindo que você simplesmente crie e até falhe. Ele permite a liberdade criativa de experimentar novas composições ou métodos para contar efetivamente uma história, sem a pressão do trabalho do cliente.

4. Usando menos para saber mais

Enquanto videomaker, você terá diversos quadros para selecionar e contar a sua história. Já o profissional de fotografia precisa contar histórias usando apenas um quadro. Essencialmente, todos os detalhes são importantes. O processo despojado de fotografia motiva você a dizer mais com menos e pode ajudar na hora de gravar um vídeo. Isso vai te ajudar a perceber melhor cada cena e entender que cada um deles deve ajudar a contar a sua história.

Por fim, é importante dizer que a fotografia é uma excelente maneira de exercitar o videomaker a contar histórias. É a fotografia que mantém os olhos atentos, ajuda a treinar novas técnicas e se preparar para o próximo trabalho.

Espero que tenha gostado! Não se esqueça de acompanhar a OZI no Facebook e Instagram. Se inscreva também no canal do YouTube para receber mais conteúdos e novidades. Até a próxima!

Deixe o seu comentário