CARREIRA CATEGORIAS DICAS PRODUÇÃO

4 DICAS PARA ENTREVISTAS QUE PRENDEM A ATENÇÃO

4 de setembro de 2019

author:

4 DICAS PARA ENTREVISTAS QUE PRENDEM A ATENÇÃO

Quem costuma gravar entrevista seja para um programa de auditório, um quadro de YouTube, ou mesmo para um documentário, precisa superar alguns obstáculos pelo caminho.

Em primeiro lugar, existem diversos tipos de entrevistas e diferentes tipos de pessoas. O site Premium beat listou algumas técnicas super interessantes para usar durante entrevistas e que podem tanto ajudar a destravar o trabalho quanto levar a sua produção para um próximo nível.

Veja abaixo alguns dos problemas durante entrevistas:

1. O entrevistado usa muitos jargões complicados de entender ou dá respostas enlatadas e sem vida

Solução: redefina a conversa.

Há um truque utilizado por repórteres ao entrevistar especialistas que consiste em: caso o assunto comece a se desviar da pergunta, ou não esteja muito claro, diga a seguinte frase:

Finja que eu sou um estudante muito inteligente, mas que tem dificuldade em prestar atenção.

Isso realmente funciona para estimular a clareza, ajudando a pessoa a a permanecer focada na discussão durante uma entrevista.

Talvez as respostas estejam fazendo sentido. Entretatno mas o assunto pareça batido. Não tenha medo de mostrar que está ouvindo ativamente e pergunte com seriedade “Você pode explicar isso novamente para mim?” Ou “O que isso significa para você?”. Fazer essa pergunta pode incentivar fundadores, empreendedores e profissionais de marketing. Ou seja, pessoas orientadas por media training, que estão acostumadas a dar as mesmas linhas repetidas vezes.

2. Você está entrevistando várias pessoas em um evento, no estilo junket, no mesmo espaço

Solução: Use configurações e objetos diferentes durante a preparação, que exibam personalidades individuais e ajudem a contar a história.

Durante as gravações do documentário The Punk Singer, a diretora Sini Anderson precisava entrevistar músicos que foram inspirados por Kathleen Hanna, vocalista da icônica banda Bikini Kill, um dos expoentes do movimento riot grrl.

Houve um show de homenagem que contou com muitos dos artistas que ela queria entrevistar para o documentário. Então, Anderson estacionou uma van fora do show e fez entrevistas dentro dela, uma por uma, às vezes em grupos, caso uma banda completa estivesse presente.

Com um cobertor colorido no banco, ela conseguia extrair reações dos entrevistados se remexendo de maneiras diferentes. Isso sugeria vulnerabilidade, a sensibilidade de uma memória particular, ou alguma sensação de alívio. Dessa forma, as entrevistas neste espaço foram todas distintas e memoráveis. Muitos dos músicos falavam de tempos na estrada, de modo que o visual servia perfeitamente ao tom.

3. Você está filmando em um escritório e quer colocar mais energia nas entrevistas

Solução: Use uma segunda câmera para capturar abstrações e B-roll na sala.

Os pertences, joias, anotações ou sapatos de um sujeito podem ajudar a transmitir sua personalidade quando o espectador se cansar de vê-lo falar. Mesmo que a filmagem de arquivo ou b-roll não seja possível, a sensação da sala em si pode ser útil quando combinada com imagens do personagem. O estabelecimento de planos do local, a pessoa se acomodando na cadeira, ou ainda uma filmagem ampla do cenário pode ser uma resposta simples para evitar o cansaço mesmo em entrevistas mais curtas.

4. Há muitos temas para contar a história do sujeito

Solução: Use as transições de título para resumir o histórico, os cronogramas ou fornecer um acompanhamento.

Os títulos podem ser um atalho útil para os espectadores. Ao lidar com política, imigração ou histórias pessoais complexas, o texto pode ser uma forma mais eficaz de manter o público informado sobre você.

Separar cada tema com vírgulas visuais, transições, efeitos, ou mesmo lettering explicativo pode ser essencial ao seu público. Ou seja, assim você divide assuntos mais pesados em tópicos, basicamente.

Curtiu? Como você pôde ver acima, estas são dicas simples que podem ajudar muito a aprimorar a dinâmica da sua entrevista. Por fim, não se esqueça de se inscrever no canal da OZI no YouTube para receber muito mais conteúdos interessantes para a carreira de videomaker.

Até a próxima!

Deixe o seu comentário