CARREIRA CATEGORIAS DICAS PRODUÇÃO

5 DICAS NA HORA DE ENVIAR VÍDEOS PARA O CLIENTE

6 de maio de 2019

author:

5 DICAS NA HORA DE ENVIAR VÍDEOS PARA O CLIENTE

Fala galera! Quando você aceita começar um novo trabalho, uma das coisas mais importantes é deixar o seu cliente a par sobre quando ele poderá ver a primeira versão do seu material pronto, ou mesmo quantas alterações você deverá fazer ao longo do tempo. Como eternizou o dito popular, “o combinado não sai caro”.

Para ajudar você a enviar os vídeos para o cliente de diversas formas diferentes, Rafaela Tabosa explica neste episódio da série OZI Embaixadores. Dá uma olhada:

Envie pelo WhatsApp

Em primeiro lugar, a forma mais prática de enviar vídeos para o seu cliente é via WhatsApp. Este comunicador permite, além de trocar mensagens de texto, enviar fotos como printscreens da sua timeline, por exemplo, GIFs como um antes e depois da fase de color correction e color grading e ainda vídeos.

É importante ressaltar aqui que os arquivos de vídeo para WhatsApp podem ter no máximo 64MB. Já falamos aqui sobre as principais configurações para enviar um arquivo pelo WhatsApp.

Esta é uma forma mais prática do cliente baixar o conteúdo e assistir pelo seu device predileto. Ainda assim, é interessante também pensar que a qualidade do smartphone do seu cliente pode acabar não sendo a ideal para assistir o seu vídeo. Atente-se a isso ou pelo menos avise o seu cliente com antecedência, para evitar desconfortos.

Não listado no YouTube

Ao fazer o upload de arquivos pelo YouTube, você tem a opção de publicar o conteúdo imediatamente, programar o upload para determinada data ou ainda o recurso “Não Listado’. Ao selecionar esta opção, você vai disponibilizar o vídeo para todas as pessoas que tiverem o link para acessá-lo.

Esta é uma forma de não deixar o vídeo acessível a todos que seguem o seu canal, mas apenas para aqueles que precisam assisti-lo (seus clientes).

Uma dica neste caso: nunca faça o upload e envie o link no mesmo instante. O YouTube leva um tempo para processar todos os formatos de vídeo começando do 144p e 240p até o 1080p ou 4K. Ao enviar o link no mesmo instante, pode ser que o seu cliente acabe assistindo o material em 240p, por exemplo. Uma resolução muito abaixo do ideal.

Mensagem amiga para o cliente

Este é um passo além. Depois de enviar o link para o seu cliente, faça uma espécie de follow-up. Envie uma mensagem dizendo sobre o conteúdo que enviou e pedindo para que o cliente acesse e anote as alterações necessários junto com o timecode.

Sem dúvida isso vai facilitar muito o processo de finalização e entrega da versão final do seu material. Além de garantir que nada passe em branco na versão final, ajuda com que o cliente não passe dias ou semanas pedindo pequenas alterações esparsas.

Revisão de Material

Depois da exportação, assista seu material do começo ao fim. Essa é uma precaução para que você não envie nada sem passar por um crivo mais detalhado. Ou seja, saia da sua estação, assista à distância, longe do computador. Isso faz com que você revise tudo com um olhar mais clínico.

Uma outra importante dica da Rafaela: revise bem os créditos do seu vídeo, lendo palavra por palavra em voz alta. Dessa forma, você não deixa passar nenhum nome ou informação escrita de maneira incorreta.

Envio Final

Aqui existem algumas formas relativamente parecidas e igualmente práticas de enviar suas versões finais. A primeira é pelo Wetransfer que, em sua versão gratuita, permite transferências de arquivo de até 2GB e disponibiliza um link para download em até 7 dias. A outra é pelo Google Drive, que comporta até 15GB no total e deixa o arquivo disponível pelo tempo que você precisar.

Uma outra dica sensacional da Rafaela é criar um arquivo de gerenciamento do conteúdo produzido. Neste arquivo podem ser listadas informações como data de entrega, equipe, etapa em que a produção se encontra e se o vídeo já foi pago ou não. Você pode acessar essa planilha de gerenciamento de produção clicando aqui!

E aí, gostou? Essas são dicas super importantes na hora de enviar o material para os seus clientes. Fique atento também para lidar com cada caso especificamente. Alguns deles podem ter uma liberdade maior para interagir com o WhatsApp, por exemplo. Contudo, outros mais ortodoxos podem entender isso de forma mais pejorativa

Então basta ficar atento aos detalhes, por exemplo ao tamanho e importância do seu projeto. Além de conversar com o cliente para entender quais ferramentas ele prefere usar na hora de receber esse material.

Espero que tenha gostado! E não se esqueça de acompanhar o canal da OZI no YouTube. Assim você recebe muito mais conteúdos interessantes como este da série OZI Embaixadores. Até a próxima!

Deixe o seu comentário