CARREIRA CATEGORIAS CINEMA DICAS PRODUÇÃO

10 LIÇÕES PARA O SEU PRIMEIRO DOCUMENTÁRIO

18 de fevereiro de 2019

author:

10 LIÇÕES PARA O SEU PRIMEIRO DOCUMENTÁRIO

Fala galera! Aceitar o desafio de fazer um documentário pela primeira vez pode parecer intimidante a princípio. Mesmo depois de uma graduação em cinema, a videomaker Cassidy Poling conta que embarcar numa jornada destas pode fazer você se sentir pressionado demais.

O site desktopdocumentaries.com reuniu uma lista de dicas de Cassidy para videomakers que querem trabalhar com documentários. Dá uma olhada!

1. Converse com alguém que já tenha feito isso antes

Cassidy conta que, antes de começar seu projeto, havia muita ansiedade sobre como chegar e aplicar sua ideia de documentário. Isso porque o plano de fundo era uma narrativa, diferente dos documentários convencionais. O primeiro instinto então foi encontrar um videomaker que já tivesse feito algo parecido, para criar alguma expectativa sobre aquele trabalho.

Após conversar com alguns amigos, colocaram Cassidy em contato com um produtor que havia lançado seu primeiro documentário anos atrás.
Conversar com alguém que obteve sucesso neste desafio deu uma perspectiva mais ampla sobre o projeto. Sobre como lidar com os desafios e deu a confiança que ela precisava para seguir em frente com o documentário.

Portanto, é fortemente recomendável sentar com outro videomaker que já tenha feito algo parecido com o seu projeto. Ele pode dar conselhos e dicas que vão te ajudar demais.

2. Faça seu documentário com objetivos e propósitos claros

Tudo o que você faz na vida é mais fácil quando você trabalha em busca de um objetivo e seu filme não é uma exceção. Ter objetivos claros e palpáveis vai manter você seguindo em frente enquanto constrói seu documentário.

Qual a mensagem você quer passar? Quando você pretende finalizar o projeto? Qual a estratégia de lançamento?

Todas essas perguntas vão ajudá-lo a desenvolver seu filme.

Cassidy conta ainda que, para seu projeto, a última meta era aumentar a conscientização em pequenas empresas e explorar os efeitos da reforma do salário mínimo nas comunidades. Dessa forma, foi decidido que, para causar maior impacto, o filme será exibido em cidades maiores e mais progressistas.

Ajustar todos estes detalhes ajuda a manter o foco mais efetivamente.
Definir metas claras e atingíveis lhe dará clareza e orientação durante o processo e ajudará a mantê-lo no caminho certo quando se sentir sobrecarregado.

3. Conheça sua estrutura de três atos

Todo bom filme nasce e morre por sua própria história. Só porque você está capturando eventos reais, isso não quer dizer que você não pode pensar no seu arco histórico. Em seu projeto, Cassidy diz que está contando a história de um restaurante que se reinventou, deixando de usar a forma tradicional e mudando para uma estrutura gratuita. Como eles já haviam sido bem sucedidos nesta tarefa, foi fácil contar a história com começo, meio e fim.

Isso fica um pouco mais difícil quando você está registrando eventos que ainda estão acontecendo. A história do seu documentário pode estar viva, mas você precisa ter uma ideia de para onde ela vai e, sobretudo, como ela pode mudar com o tempo.

Se você ainda não tem certeza de como vai acabar seu documentário, tente antecipar finais alternativos para a sua narrativa. Este processo pode facilitar cada estágio da sua produção.

4. Defina seu estilo

Um estilo bem definido para seu filme pode ser tão impactante quanto um arco histórico consistente. As escolhas que você faz como videomaker podem gerar profundidade, mantendo seu público interessado.

Ao desenvolver o documentário, Cassidy queria que o público pudesse sentir que fazia parte da jornada que essas pequenas empresas estavam passando. No entanto, à medida que a história se desenvolvia, a equipe decidiu que um modo expositivo era mais adequado para o projeto tanto por conta do assunto quanto por conta de recursos. Isso ajudou a criar um produto mais atraente e interessante.

Portanto, é importante não deixar que seu estilo de filmagem ou técnicas cinematográficas sejam adiadas para depois de criar seu filme. Aproveite o tempo para pensar sobre suas escolhas e como elas se alinham com o objetivo do filme.

5. Faça a sua pesquisa

Ao criar um documentário baseado na realidade, é importante ficar atento aos detalhes. Informações desencontradas podem levar seu público a se sentir enganado e possivelmente pode levá-lo a ter problemas judiciais.

Como o filme de Cassidy lida intensamente com questões econômicas e as complexidades das leis estaduais, federais e locais, a equipe teve que ser super proativa na pesquisa para garantir estar representando adequadamente os problemas. Além da necessidade de ler livros, assistir palestras e conversar com vários profissionais da área jurídica, donos de restaurantes e economistas para esclarecer o assunto.

Portanto, certifique-se de pesquisar seu assunto completamente para que você possa representar melhor seu tema e criar um filme preciso e informativo. Quanto melhor você entender o assunto, mais fácil será criar uma história convincente.

6. Monte um orçamento

Para lidar com seu projeto com eficiência, é essencial saber quanto vai custar o seu filme. Sem um orçamento adequado, é fácil deixar um filme sair dos trilhos sem concluir o projeto por falta de financiamento.

Pode ser muito tentador minimizar a necessidade de certos custos para que o filme pareça mais atingível, mas isso pode realmente prejudicar a qualidade e a integridade do projeto.

Faça sua pesquisa e crie um orçamento realista para ter uma ideia clara do que você precisa para tornar seu sonho realidade. Não há dois filmes iguais, então os custos de cada projeto variam dependendo das circunstâncias.

7. Fundos de financiamento

Cinema é caro e pode ser assustador. Embora o autofinanciamento de um projeto possa ser a escolha mais lógica para alguns filmes, é bom estar ciente de outras opções de financiamento para cineastas independentes.

Depois de criar o orçamento, Cassidy percebeu que sua visão era definitivamente atingível. Contudo, estava claro que, seria absolutamente necessário procurar ajuda fora de seus próprios recursos para terminar o filme. Após isso, eles decidiram lançar uma campanha de crowdfunding, mantendo o controle criativo dentro da equipe.

Então, analise as opções de como você pode financiar seu filme. Seja por meio de crowdfunding, propostas de concessão ou outras opções alternativas de investimento.

8. Faça networking

Ter uma forte conexão com outras pessoas no mercado será uma grande vantagem quando você fizer seu primeiro documentário. Estender a mão a outras pessoas irá ajudá-lo a obter conselhos sobre o filme ou mesmo encontrar alguém que esteja interessado em ajudá-lo com o seu projeto.

Sair da sua zona de conforto e fazer conexões com o mercado local é certamente um grande recurso para beneficiar a sua carreira. Participe de grupos Facebook, vá a eventos de rede e procure mesmo fazer voluntariado em festivais de cinema em sua região. Estas são ótimas maneiras de encontrar e se conectar com outros profissionais.

9. Contrate um advogado

Apesar de ser um trabalho criativo, ainda existe um lado burocrático no cinema que deve ser considerado também. Existem muitos requisitos e estipulações legais que você pode não ter conhecimento e a incapacidade de segui-los pode levá-lo a algumas situações complicadas.

Para poupar tempo, dinheiro e problemas, contrate um advogado para ajudar a proteger sua obra. Seu dinheiro será bem gasto! Embora a lei cinematográfica possa não ser sua especialidade, é sempre uma boa ideia ter algum conhecimento sobre o que é exigido legalmente.

10. Não faça tudo sozinho

Há sempre a tentação, como cineasta independente, de assumir uma grande carga de trabalho pessoal. Isso para garantir que tudo seja feito do seu jeito. Contudo, tentar fazer tudo sozinho pode facilmente deixá-lo esgotado e criar um produto inferior a longo prazo.

Certifique-se de definir prioridades e utilizar as habilidades daqueles ao seu redor para ajudar no sucesso do seu projeto.

A produção cinematográfica é um esforço de equipe, então cultive uma equipe consistente, identifique os pontos fortes de todos e use esse conhecimento para maximizar sua produtividade e tornar seu documentário um sucesso!

E aí, gostou? As dicas de Cassidy são essenciais para quem quer gravar seu primeiro documentário e seguir nesta jornada. Não se esqueça de ficar ligado no canal da OZI no YouTube para receber muito mais dicas e conteúdo interessante para produção de vídeos.

Até mais!

Deixe o seu comentário