CATEGORIAS DICAS OZI VLOG

10 COISAS QUE TODO VIDEOMAKER PRECISA SABER

24 de maio de 2018

author:

10 COISAS QUE TODO VIDEOMAKER PRECISA SABER

Salve, pessoal! Trabalhar como videomaker tem suas vantagens e particularidades, assim como toda profissão. Em primeiro lugar, ao começar a produzir vídeos, você vai descobrir todo um universo novo por onde vai transportar a sua criatividade e talento.

Hoje vamos falar sobre temas gerais que todo videomaker precisa estar ligado na hora de trabalhar com audiovisual. Confere abaixo esse papo super interessante entre Maurício Fonteles e Alexandre Montenegro (criador da página “É videomaker, mas” no Facebook) nesta curta série do OZI Vlog:

1. Boas referências

A primeira dica essencial para trabalhar como videomaker é saber encontrar referências para as suas produções. Ou seja, crie hábitos de assistir vídeos e entender como foram utilizadas as técnicas e estilos em cada um deles.

2. Aprenda a contar histórias

Produzir um vídeo é também contar uma história. Afinal, estamos contando histórias o tempo todo, mesmo ao publicar uma foto no Instagram, por exemplo. Sobretudo, se você não consegue sistematizar uma história, dificilmente vai conseguir elaborar um vídeo interessante para o seu público.

Portanto, uma dica importante é começar a pensar no storytelling como parte natural do seu trabalho. No vídeo acima, Alexandre recomenda o livro Story, de Robert Mckee que traça todo um panorama sobre como estruturar narrativas.

Uma outra dica importante neste tópico: tome notas durante o processo. Isso pode ajudar a construir o seu vídeo de maneira bastante prática.

3. Receber feedback

Uma parte importante do trabalho do videomaker é aprender a receber feedbacks. Para isso, é imprescindível perder o medo de mostrar o seu trabalho para terceiros, independente do vídeo que você estiver produzindo.

A experiência de dar feedbacks para os seus parceiros pode ajudar a receber melhor os conselhos e opiniões externas. Lembre-se: receber parabéns sem críticas ou contestações, não ajuda a complementar a sua formação.

Este é um paradoxo interessante na profissão: ao fazer comentários, as pessoas podem destruir o que você já tinha por certo. Aprenda a utilizar estes feedbacks de maneira positiva para aprimorar a sua atividade.

4. Transmitir conhecimento

Trocar ideias sobre diferentes técnicas e habilidades é muito importante nesta carreira. Ao aprender novidades sobre o trabalho e compartilhar este conhecimento, você consolida plenamente aquele aprendizado.

Da mesma forma, expandir o seu universo de trabalho, significa também ter o poder de direcionar pessoas no set de filmagem, por exemplo. Todo videomaker precisa saber as possibilidades e necessidades de sua produção para poder levar a si mesmo ou a sua equipe a alcançar o resultado final desejado.

5. Timing de edição

Esta dica diz muito sobre o foco que você vai dar a cada etapa da sua edição. Lembre-se: 50% da sua produção precisa de foco nas imagens e os outros 50% foco no áudio. Faça tudo de acordo com o seu ritmo e encontre a melhor forma de trabalhar.

6. Seja organizado

Um ponto essencial na hora de gravar é ter uma organização tanto do seu fluxo de trabalho, quanto dos seus equipamentos.

Demonstrar desorganização pode ser negativo tanto para o seu cliente, quanto para a sua equipe. Isso acontece desde o momento em que você começa a trabalhar prazos, passando pela configuração do seu setup, até a finalização e entrega do vídeo.

Assim sendo, existem vários tipos de organização com a finalidade de manter o seu fluxo de trabalho sadio: de equipamentos, fluxo de trabalho (storyboard, shot list), estruturação de material gerado, entre outros.

7. Networking

Trocar experiências e histórias é sempre a melhor forma de aprender. O networking é uma boa aliada para descobrir bons trabalhos e realizar contratos futuros.

Com a ajuda da internet, você pode fazer contatos no mundo inteiro. Isso pode acontecer em grupos de edição no Facebook, fóruns e outras comunidades, que geralmente são bem receptivos na hora de compartilhar conhecimento.

8. Seja paciente

Essa dica é uma virtude extremamente necessária para as suas produções. É preciso ter paciência tanto com clientes, quanto com parceiros e outros profissionais. Agir de maneira impaciente pode acabar desestruturando sua equipe ou seu entrevistado. Com o tempo você vai aprender que é possível trabalhar com firmeza e gentileza ao mesmo tempo.

9. Fazer gambiarras

Uma dica interessante que pode guiar o seu trabalho em alguma eventualidade é saber fazer gambiarras. Para isso, é importante ler o seu cenário e experimentar usando o material disponível ao seu favor.

Alguns exemplos: usar um lençol branco como difusor de iluminação, tripés de banner para prender o seu difusor, ou ainda utilizar a luz da tela do seu notebook para iluminar o vídeo.

Cuidado: Trabalhar com eletricidade pode ser um empecilho na hora de fazer uma gambiarra. Tenha precaução para não ter surpresas indesejadas.

10. Parcerias saudáveis

Como falamos acima, trabalhar o networking é indispensável para manter relações de trabalho sadias. Em outras palavras, conseguir uma parceria e estabelecer uma relação na qual os dois lados ganhem é igualmente importante para manter-se sempre ativo.

Além disso, vale ressaltar que as parcerias podem vir de diversas áreas, não apenas do audiovisual. Manter-se aberto às possibilidades com cada profissional que você acaba conhecendo durante a sua jornada pode ser transformador para as suas criações.

Cuidado: Apesar de todo esse potencial, parcerias precisam de um fator chave, que é a naturalidade com a qual ela acontece. Fique atento aos sinais e encontre os melhores parceiros para as suas produções.


 

E aí, curtiu? Deixe seu comentário e não se esqueça de se inscrever no canal da OZI no YouTube para saber de todas as novidades e aproveitar dicas como essa.

Até logo!

Deixe o seu comentário