CATEGORIAS DICAS EDIÇÃO PRODUÇÃO

5 TÉCNICAS DE EDIÇÃO PARA INICIANTES

2 de outubro de 2018

author:

5 TÉCNICAS DE EDIÇÃO PARA INICIANTES

Fala galera! Nós sabemos que a edição é um processo que consome tempo e exige algumas habilidades específicas. Essa é uma atividade que passa a desafiar os dois lados do seu cérebro. Uma das coisas que fazem o processo um pouco mais fácil e suave é conhecer as ferramentas como a palma da sua mão.

Neste post, você vai entender um pouco mais sobre os tipos de corte abaixo:

  • Match cut
  • Jump cut
  • J cut e L cut
  • Cutting on action (corte em ação)
  • Montagem

Conhecer os tipos de corte que você vai usar com maior frequência em cada produção é essencial. Conheça no vídeo abaixo algumas dessas ferramentas e os resultados que elas podem trazer na sua pós-produção:

Conheça 5 cortes básicos para edição de vídeo

Antes de começar a trabalhar com cortes mais requintados (e talvez até mais complicados) na sua edição, acho que é preciso estabelecer o que é um corte padrão e como ele funciona. Para a maioria de vocês, esta pode soar como uma primeira aula introdutória demais, mas espera, vamos chegar lá!

Um corte padrão é simplesmente um corte de um clipe para outro. Só isso. Sem transições ou truques visuais: começa o clipe A, termina e na sequência vem o clipe B. Então por que afinal de contas é importante falar destes cortes? Bem, porque eles vão fazer parte de pelo menos 90% de todas as suas edições. Além disso, conhecê-los mais a fundo pode fazer você se tornar um editor melhor e mais profissional.

Entretanto, uma vez que você esteja habituado a usar o corte padrão, estas 5 técnicas de edição vão ajudar a abrilhantar a sua história. Além disso, vão ajudar a suavizar o seu conteúdo e deixá-lo ainda mais atraente para o público final.

Vamos rapidamente passar por cada um deles:

Match cut

Esta técnica não é somente artística, mas é uma excelente transição de uma cena para outra. Isso acontece porque ela se utiliza de um objeto similar, uma forma, cor, ou qualquer elemento para unir as duas cenas. Você pode ainda utilizar ação ou movimento de câmera, como nesta cena de 2001: Uma Odisseia no Espaço, do Stanley diretor Kubrick:

 

Jump cut

Este tipo de corte permite pular abruptamente para frente ou para trás no tempo, causando em geral algum senso de confusão, emoções intensas, desorientação, entre outras sensações.

J cut e L cut

Estas transições são bastante naturais para passar de uma cena para outra mais suavemente, com o áudio da cena B, começando antes do final da cena A, por exemplo. Funcionam muito bem em cenas de diálogo ou narração.

Cutting on action (Corte em ação)

Se você quiser evitar uma ação desajeitada ou robótica na cena, você precisa aprender esta técnica. Ela consiste em juntar clipes diferentes da gravação da mesma cena e transformar aquela ação em várias pequenas cenas, criando uma ação mais fluida e natural.

Montagem

Esta é uma técnica essencial se você quer mostrar a progressão de algo que na realidade leva um longo período de tempo para acontecer. Seja a adequação do seu personagem, uma reforma da sua casa, ou mesmo qualquer outra tarefa de maior duração.


Claro que estas não são as únicas técnicas que valem a pena aprender, mas definitivamente elas são um bom começo (e vão te manter bastante ocupado, confie em mim). Você acha que existem outras técnicas de edição para aprender no começo de carreira? Deixa aqui nos comentários.

E aproveite para seguir o canal da OZI no YouTube. Até a próxima.

Fonte: Filmora

https://quero.comofacovideo.com/edicao

Deixe o seu comentário